Vinhos de Inverno

O inverno é a estação favorita para o consumo de vinho pelos brasileiros. Mas, não é a isso que nos referimos aqui. Vamos tratar daqueles vinhos frutos do inverno, ou seja, aqueles de uvas colhidas nesta estação.

Para quem já aprendeu o básico sobre vinhos sabe que a melhor latitude para o cultivo de variedades vitis vinífera é entre os paralelos 30° e 50°, pois ali as estações são bem definidas e o clima permite o ciclo completo das vinhas.

Então como cultivar uvas de qualidade em regiões fora desse limite?

Este tipo de pergunta deve ter motivado pesquisadores brasileiros a irem além dessa fronteira e buscarem técnicas que possibilitassem viticultura de qualidade em lugares improváveis.

Uma das regiões bem distante dos paralelos de referência é aquela que encontra-se próxima a linha imaginária do equador, próxima a paralelo 8º entre Pernambuco e Bahia no Vale do São Francisco. Ali são produzidos os vinhos tropicais. Nesta região de clima quente, onde não há inverno, há a possibilidade de produção de uvas e vinhos de janeiro a dezembro, com duas podas e duas safras anuais, com possibilidades de colheitas escalonadas ao longo do ano nas diferentes parcelas de vinhedos – o que já vem sendo feito lá desde o início dos anos 2000.

Naquela época investigações estavam sendo feitas em outras latitudes brasileiras e em 2012 as pesquisadoras da Epamig (empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de MG – Seapa), Dal´Osto e Mota, já asseguravam que era possível imprimir um segundo ciclo anual vegetativo e produtivo da videira nas condições climáticas do sul de Minas Gerais para alterar o período de colheita para os meses mais secos do ano, com bons índices de produção e sem necessidade de irrigação, ou seja o inverno naquela região, utilizando um sistema de condução da vinha conhecido como dupla poda ou poda invertida.

O método da dupla poda, adaptado pela Epamig, consiste na inversão do ciclo da videira pela realização de duas podas anuais, o que possibilita que o período de maturação e de colheita das uvas aconteça no inverno, período com menor incidência de chuvas e elevada amplitude térmica.

Os testes dessa prática começaram no início da década de 2000, quando o então pesquisador da Epamig, Murillo de Albuquerque Regina, retornou de doutorado na França, onde avaliou que as condições necessárias para viticultura de vitis vinífera, eram bastante semelhantes às características do inverno na região cafeeira do Sul de Minas. Murillo foi, então, aprofundando os seus experimentos e observações, o que resultou num projeto bem-sucedido de produção de Vinhos de Inverno em larga escala, uma técnica adotada por várias vinícolas e que acabou sendo consolidando ano a ano, safra a safra. Atualmente, ele é vitivinicultor e presidente da Associação Nacional de Produtores de Vinhos de Inverno (Anprovin).

Pode-se dizer que a dupla-poda expandiu fronteiras para a vitivinicultura brasileira de qualidade e possibilitou a implantação de mais vinícolas em regiões fora dos limites dos paralelos 30° e 50, colando no mapa da viticultura brasileira os vinhos de inverno. Atualmente fazem parte da Anprovin vinícolas localizadas nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Bahia – além das de Minas Gerais.

Embrapa (2020)

Só nos resta dizer: Viva a diversidade do território brasileiro! Viva a pesquisa, investigação e dedicação! Viva aos vinhos brasileiros de qualidade!

Saúde,
Marcia Amaral

Fontes de Referência:

Brasil é pioneiro em Indicação Geográfica de vinhos tropicais. Viviane Zanella, Embrapa Uva e Vinho, 2021. Disponível em https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/58842515/brasil-e-pioneiro-em-indicacao-geografica-de-vinhos-tropicais Acesso em 21/05/22.

Técnica de dupla poda da videira adaptada pela Epamig consolida novo polo vitícola no Brasil. Ascom/Epamig, Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, 2021. Disponível em http://www.agricultura.mg.gov.br/index.php/component/gmg/story/4584-tecnica-de-dupla-poda-da-videira-adaptada-pela-epamig-consolida-novo-polo-viticola-no-brasil Acesso em 21/05/22.

Uma técnica que revolucionou o mercado. Associação Nacional de Produtores de Vinhos de Inverno (Anprovin). Disponível em https://anprovin.com.br/dupla-poda/ Acesso em 21/05/22.

Vinhos no Brasil: contrastes na geografia e no manejo das videiras nas três viticulturas do país. Giuliano Elias Pereira… [et al.]. – Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2020.
22 p. : il. color. (Embrapa Uva e Vinho. Documentos online, 121). Disponível em https://www.enologia.org.br/default/uploads/revista/revista-32.pdf?d312a75327476bda651d52efe6647e94 Acesso em 21/05/22.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s